Advogada Valeska Martins, que atua na defesa do ex-presidente, disse em uma entrevista à rede de televisão turca TRT, que Lula provará sua inocência em relação às denúncias de corrupção das quais é acusado; segundo ela, Lula “é vítima de lawfare [perseguição judicial]”, baseado em “acusações frívolas”

247 – A advogada Valeska Martins, que atua na defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse, em uma entrevista à rede internacional de televisão turca TRT, que Lula provará sua inocência em relação às denúncias de corrupção das quais é acusado. Segundo ela, Lula “é vítima de lawfare [perseguição judicial], que se baseia em acusações frívolas”.

Valeska relembra que, das 73 testemunhas ouvidas em um dos cinco processos abertos contra o ex-presidente, das quais 27 eram de acusação, “todas elas confirmaram a inocência de Lula”. Na entrevista, a advogada destaca que “se você for corrupto eles [a lei] deve ir atrás de você. Se você não for corrupto, eles não deveriam ir atrás de você. E esse é o caso de Lula”.

“Lula foi o presidente que mais combateu a corrupção no Brasil. Foi ele quem fortaleceu a Polícia Federal, que deu independência ao Ministério Público Federal. Foi Lula quem instituiu o Portal da Transparência e deu independência para agências especializadas no combate à corrupção. Portanto, Lula provará que não está acima da lei, mas que também não está abaixo dela. Ele merece que haja o pleno cumprimento da lei. Se ele for julgado por um juiz imparcial, sua inocência poderá ser comprovada”, destacou Valeska.

Sobre o fato de o ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, ter dito que o codinome “amigo” encontrado nas planilhas de pagamento de propinas por parte da empreiteira se referia a Lula, Valeska disse que “depois de passar dois anos na prisão, alguém pode dizer qualquer coisa para ser solto”. “Pode, inclusive, seguir o roteiro dado pelo Ministério Público”, sugeriu. “Ele disse que achava que Lula era o ‘amigo’, mas não provou nada”.

A advogada também disse acreditar que as mesmas pessoas responsáveis pela perseguição a Lula são as que engendraram o processo de impeachment contra a presidente deposta Dilma Rousseff. Valeska comentou ainda que apesar das pesquisas para 2018 colocarem Lula na liderança das intenções de voto em qualquer cenário eleitoral, não saberia dizer se ele será ou não candidato.

Veja a íntegra da entrevista no vídeo acima.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s